Informe BNB Por Luciano Sá

0
124

Nicole Borger, cantora e compositora paulistana, faz shows de lançamento do CD “Singrar”, no Centro Cultural Banco do Nordeste

FORTALEZA, 23.07.2005 – A cantora e compositora paulistana Nicole Borger faz dois shows de lançamento do seu segundo CD, intitulado “Singrar”, dentro do programa Cultura Musical, do Centro Cultural Banco do Nordeste (rua Floriano Peixoto, 941 – Centro – fone: (85) 3464.3108), na próxima quarta-feira, 27, às 12 horas e às 18h30min, em Fortaleza.

Na capital cearense, a artista se apresentará ainda no Teatro Sesc Emiliano Queiroz (av. Duque de Caxias, 1701 – Centro – fone: (85) 3452.9065), na sexta-feira, 29, às 21 horas, e no bar Compadre Marinho (rua Vicente Leite, 910 – Varjota – fone: (85) 3261.9367), no sábado, 29, às 22 horas.

Parceiros de Fortaleza

O álbum “Singrar” traz 13 composições próprias sobre poemas de diversos poetas brasileiros, de estados do Norte ao Sul do País, como Carlos Dantas e Roberto Pontes, ambos de Fortaleza – parceiros nas canções “Não te quero” e “Sentidos”, respectivamente.

O disco traz, também, clássicos do cancioneiro brasileiro, inspirados em poemas, como “Azulão” (de Manuel Bandeira, musicado por Jayme Ovalle) e “Na boca da noite” (de Paulo Vanzolini, musicado por Toquinho).

Nos shows em Fortaleza, ao lado do violonista Ítalo Perón e do pianista Edson Távora Filho, Nicole apresentará o repertório do novo disco: “Chegada” e “Singrar” (parcerias com Dirceu Rodrigues); “Sentidos” (com Roberto Pontes); “Metamorphosys” (com Michael Bates); “Tears/Lágrimas” (com Lily Diesendruck); “Doce ilusão” (com Ítalo Perón); “Meninas” (com Rose Busko); “Não te quero” (com Carlos Dantas); “Maria” e “Recado de Iemanjá” (composições solo); e “Azulão” e “Na boca da noite”.

Um abraço no Brasil

Sobre o repertório do CD, Nicole Borger destaca que “esta pequena compilação que fiz, com versos de de vários poetas, ganha a dimensão de um abraço no Brasil”. Os poetas são originários do Ceará, Pernambuco, Rio de Janeiro, São Paulo, Paraná e Santa Catarina.

“Quanto talento temos neste nosso país! E noto ainda que a minha brasilidade, que sempre andou meio à sombra, escondida pela vivência familiar multicultural, vem à tona agora com grande intensidade, e me permite, finalmente, expressar o amor que sinto pelo país onde nasci”, explicita a cantautora.

Para Nicole Borger, não há nada mais instigante que o desafio de musicar um belo texto. “Gosto de ir ao âmago do que o autor quis dizer, entrar em contato com os sentimentos e as lembranças que um poema faz emergir”, salienta.

Misturas étnicas

Em 2001, Nicole Borger lançou o seu primeiro álbum solo, intitulado “Amar”, onde apresentou composições escritas sobre poemas de Florbela Espanca, conceituada poetisa portuguesa (1900-1936).

Em 2004, a artista se apresentou nos melhores teatros e centros culturais do circuito musical de São Paulo, e em Nova Iorque, Boston e Miami, nos EUA, com os espetáculos “Canções que Ella cantava”, em homenagem a Ella Fitzgerald, e “Tributo a Naomi Shemer”.

Nicole estudou canto com Regina Machado e Caio Ferraz, em São Paulo, e com Judy Dubowsky, nos EUA. Atualmente é graduanda em composição popular na faculdade de Música de Santa Marcelina.

Nascida em São Paulo, a compositora e intérprete tem ascendência norte-americana e européia. “Acredito ser essa mistura étnica que me possibilita transitar com leveza pelos idiomas e nuances musicais”, afirma com sua voz de contralto – quente, densa, porém suave.

ENTREVISTAS E INFORMAÇÕES ADICIONAIS:
* Nicole Borger – (11) 9187.7300
* André Marinho (coordenador do programa Cultura Musical) – (85) 3464.3181 / 9111.1090 – andreluismm@bnb.gov.br
* Luciano Sá (assessoria de imprensa do BNB) – (85) 9117.1234 / 3299.3218 – lucianoms@bnb.gov.br

Fonte: Luciano Sá
Assessoria de Imprensa
www.bnb.gov.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here